Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Visual Novel Brasil - VisualNovel.Com.BR » LIVRE » Off Topic » Curiosidade da Astronomia "Nosso Sol"

Curiosidade da Astronomia "Nosso Sol"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Curiosidade da Astronomia "Nosso Sol" em Dom Jul 01, 2012 3:28 pm

LiosX

avatar
Moderador
Moderador
Bem pessoal nesta imagem de comparação de tamanhos, comparamos as estrelas anãs com as estrelas médias (Sol, Vega Pollux, Arcturus, Aldebaran e Rigel)



Bem pessoal agora vamos falar do tamanho do nosso Sol e porque o nosso Sol é pequeno comparada com as outra.... A primeira delas nos mostra que a Terra e Vênus tem tamanho muito parecidos. O raio equatorial da Terra é de 6378 km, enquanto o de Vênus, 6051 km. Uma diferença não muito grande.



Marte, por sua vez, é bem menor. Seu raio é de 3397 km, ou seja, um pouco maior que a metade do nosso planeta. Marte é 1.3 vezes maior que Mercúrio, com 2439 quilômetros de raio, que por sua vez é o dobro de Plutão, com 1160 km. Não é a tôa que Plutão foi rebaixado, não acha? A maioria dos telescópios de médio porte, usado por amadores, não consegue vê-lo. Plutão é menor que nossa Lua, que tem 1738 quilômetros de raio!

Gostou dessa comparação? Então vamos à próxima.
Ela nos mostra os gigantes gasosos, como são conhecidos Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.



Júpiter, o maior planeta do sistema solar, tem 71492 quilômetros de raio, 11 vezes maior que o raio do nosso planeta. Se fosse ôco, caberia mais de 2 mil Terras dentro dele! Saturno, o segundo maior planeta, não fica atrás. Seu raio é de 60268 quilômetros.

Bem menores, Urano e Netuno têm 51108 e 49538 quilômetros de raio, mesmo assim, aproximadamente 8 vezes maiores que Terra. A figura mostra bem o quanto somos pequeninos perto desses gigantes de gás!

Na sequência vemos o Sol. Seu raio, de 695 mil quilômetros é 100 vezes maior que o raio terrestre. Mesmo o gigantesco Júpiter não passa de uma bolinha de gude quando comparado ao astro-rei. Veja que a Terra, nossa bela Terra, não atinge sequer o tamanho de uma pulga!



Mas as comparações não param. Nem mesmo o Sol é tão grande quanto parece. A ilustração abaixo mostra que até ele se torna uma pequena estrela quando comparado à outros sóis, muitos anos-luz distantes. Nosso Sol não passa de uma lanterna quando comparado à Sirius, distante 25 anos-luz do nosso planeta e a estrela mais brilhente no céu noturno.



Mas até mesmo Sirius, se comparada à grande Arcturus, perde sua majestada. Essa estrela gigante, 17 vezes maior que o Sol, põe suas concorrentes no chão e faz nosso Sol parecer uma pequena lamparina !

Mas não se iluda. No universo a briga é boa e quando você acha que já viu tudo, pode se enganar. Veja a imagem abaixo.



Agora quem parece uma pulga é a gigantesca Arcturus. Perto de Antares, uma supergigante vermelha distante 600 anos-luz da Terra, tudo parece pequeno. Antares é 700 vezes maior que nosso sol e brilha 10 mil vezes mais forte. Localiza-se no centro da constelação do Escorpião, e devido à sua coloração avermelhada, alguns astrônomos a chamam de Coração do Escorpião mas não é nada comparado a que estar por vi.



A estrela Hiper Gigante Colosal que se chama VY Canis Majoris é uma estrela gigante localizada na constelação de cão maior. Há várias classificações que se referem ao tamanho e a capacidade de emissão luminosa de uma estrela. A VY Canis Majoris, na verdade, é descrita como uma estrela hipergigante. Isto quer dizer que ela está entre o conjunto de estrelas que possuem como características uma massa que supera a massa do Sol em pelo menos 50 vezes, além de emitir uma luminosidade acima de um milhão de vezes comparada com que é emitida pela estrela do Sistema Solar, o Sol. Entre tal conjunto de estrelas, a VY Canis Majoris é a maior estrela conhecida e uma das mais luminosas, e está localizada na constelação de cão maior. Os estudos feitos na Universidade de Minnesota com o auxílio do Telescópio Espacial Hubble e do observatório Kameula, no Havaí, estimou que o raio da VY Canis Majoris está entre 1800 e 2100 raios solares. Atualmente, duas opiniões controversas sobre tal estrela dividem os cientistas. Um grupo deles defende a idéia de que a VY Canis Majoris é uma hipergigante. Neste caso, a superfície da estrela se estenderia além da órbita de Saturno. O outro grupo acredita que a estrela é uma supergigante normal, seu raio teria aproximadamente 600 raios solares. A VY Canis Majoris possui um volume de dois bilhões e novecentos e quarenta milhões de planetas Terra. Alguns ainda estimam que seu raio seja ainda maior, equivalendo a 14 unidades astronômicas, o que representaria 3000 raios solares. A VY Canis Majoris está distante da Terra por aproximadamente 5 mil anos-luz. Mesmo com todo esse impressionante tamanho, a VY Canis Majoris já perdeu algo em torno da metade de sua massa original. Tudo indica que seu fim será através de uma explosão de Supernova em aproximadamente 3200 anos.
Veja abaixo uma simulação feita em computador, comparando a Terra, o Sol, Rigel e VY Canis Majoris:



(Foto do Telescópio Hubble)

VY Canis Majoris

Estrelas curiosos...

Rho Cas é uma hipergigante amarela (classe espectral G2) visível a olho nu (ma=4.52). Ao analisar a documentação disponível verificamos que a distância não é consensual pois tinhamos valores desde os 8000 aos 12000 anos-luz. Isso acontece porque o erro associado à sua paralaxe é deveras grande (para uma paralaxe de 0.28 mas temos um erro de 0.58 mas!). Embora actualmente a sua magnitude aparente seja de 4.5 esta estrela é uma variável semi-regular com erupções em intervalos da ordem dos 50 anos (a última ocorreu em 2000-2001).



R126 e R66 são duas hipergigantes azuis recentemente observadas pelo telescópio espacial Spitzer na Grande Nuvem de Magalhães. Estas estrelas, cujo raio é da ordem do raio da órbita de Marte, estão rodeadas por um anel de poeiras (Kastner et al. 2006, Astrophysical Journal, vol. 638, p. L29).



Figura 1 : Imagem artistítica de uma estrela hipergigante rodeada por um anel de poeiras (como R126 ou R66) e comparação das suas dimensões com as do nosso Sistema Solar (NASA/JPL-Caltech/SST).

Westerlund 1 é um enxame estelar especialmente rico em estrelas jovens de grande massa. Devido à grande extinção interestelar na sua direcção apenas foi detectado recentemente. Apenas as suas estrelas mais luminosas podem ser observadas. Entre elas temos hipergigantes azuis, amarelas e estrelas de Wolf-Rayet. Sendo um enxame denso, com estrelas de grande massa, seria de esperar a formação de um buraco negro de massa intermédia (>100 massas solares) em resultado das inevitáveis colisões entre estrelas. Observações com o Chandra, no entanto, revelaram não um buraco negro mas sim uma estrela de neutrões: CXO J164710.2-455216 com pulsações de período 10.6s.



LBV 1806-20 – é uma hipergigante azul situada na direcção do centro da Galáxia a uma distância provavelmente superior a 30000 anos-luz. Pensa-se ser a estrela mais luminosa conhecida (chegando, provavelmente, aos 40 milhões de vezes a luminosidade do Sol). A sua grandeza absoluta (de -15) é mais típica de enxames globulares (que contêm milhões de estrelas). A imensa extinção estelar da sua radiação visível está estimada em cerca de 30 magnitudes! Com uma massa estimada entre 130 e 200 massas solares esta estrela claramente ultrapassa o limite teórico para a formação estelar, o qual se situa nas 120 massas solares. No entanto, alguns estudos apontam para a possibilidade de esta ser um sistema binário ou menso um enxame de estrelas. Neste caso não teríamos violação dos modelos teóricos...



“Pistol Star” – é uma hipergigante azul situada na direcção do centro da Galáxia. Possivelmente terá 150 vezes a massa do Sol sendo também um problema para modelos de formação estelar "Estrela deformado".



Bem pessoal essas são as estrela que foram descoberto pelos astrônomo e agradeça pelo Sol que nós temos.

http://gamesnovel.blogspot.com.br/

2 Re: Curiosidade da Astronomia "Nosso Sol" em Dom Jul 01, 2012 9:50 pm

JonhMaster

avatar
Moderador
Moderador
Eu ja vi esse negocio sobre astronomia e o tamanho dos sols. Muito interessante isso.

http://www.visualnovelbrasil.blogspot.com

3 Re: Curiosidade da Astronomia "Nosso Sol" em Dom Jul 01, 2012 10:10 pm

Darkwes

avatar
Visual Demon Admin
Visual Demon Admin
É pra gente ver quanto somos insignificantes se comparados a imensidão do universo.

Afinal de contas... o universo é finito ou infinito?
(pergunta proposital para início de discussão interminável *risada maléfica*)

http://darkwes.deviantart.com/

4 Re: Curiosidade da Astronomia "Nosso Sol" em Dom Jul 01, 2012 10:24 pm

LiosX

avatar
Moderador
Moderador
Éssa é uma teoria que todo os cientista do mundo fica boiando...



afinal o ser humano nunca foi capaz de construir uma nave que chega quase na velocidade da luz. XD

http://gamesnovel.blogspot.com.br/

5 Re: Curiosidade da Astronomia "Nosso Sol" em Dom Jul 01, 2012 10:43 pm

Elda King

avatar
Darkwes escreveu:É pra gente ver quanto somos insignificantes se comparados a imensidão do universo.

Afinal de contas... o universo é finito ou infinito?
(pergunta proposital para início de discussão interminável *risada maléfica*)

Se não me engano, no começo do século passado já calcularam o tamanho (finito) do universo.

6 Re: Curiosidade da Astronomia "Nosso Sol" em Seg Jul 02, 2012 7:36 am

Darkwes

avatar
Visual Demon Admin
Visual Demon Admin
Elda King escreveu:
Darkwes escreveu:É pra gente ver quanto somos insignificantes se comparados a imensidão do universo.

Afinal de contas... o universo é finito ou infinito?
(pergunta proposital para início de discussão interminável *risada maléfica*)

Se não me engano, no começo do século passado já calcularam o tamanho (finito) do universo.
O cálculo que vc deve estar se referindo é o da teoria da propagação da luz. Que segundo esta, o universo seria do tamanho de um fragmento de um átomo a princípio e, no momento do big bang, este se expandiu na velocidade da luz. Sendo assim calcula-se o tamanho do universo pela velocidade de propagação da luz + inflação cósmica.

Outros dizem que o universo é dobrado sobre si mesmo, ou seja, ele não teria bordas. Mas se fosse possível viajar por todo ele, ele não teria fim, mas se passaria por um local previamente visitado em algum momento.

Afirma-se também que o universo vem se expandindo ao longo do tempo, mas se este é finito (ou infinito), como pode se expandir?

Mas o certo é que o homem não tem condições de observar o real tamanho do universo visto que, teoricamente este pode se expandir mais rápido que a velocidade da luz.

http://darkwes.deviantart.com/

7 Re: Curiosidade da Astronomia "Nosso Sol" em Seg Jul 02, 2012 10:00 am

Elda King

avatar
Darkwes escreveu:
Elda King escreveu:
Darkwes escreveu:É pra gente ver quanto somos insignificantes se comparados a imensidão do universo.

Afinal de contas... o universo é finito ou infinito?
(pergunta proposital para início de discussão interminável *risada maléfica*)

Se não me engano, no começo do século passado já calcularam o tamanho (finito) do universo.
O cálculo que vc deve estar se referindo é o da teoria da propagação da luz. Que segundo esta, o universo seria do tamanho de um fragmento de um átomo a princípio e, no momento do big bang, este se expandiu na velocidade da luz. Sendo assim calcula-se o tamanho do universo pela velocidade de propagação da luz + inflação cósmica.

Outros dizem que o universo é dobrado sobre si mesmo, ou seja, ele não teria bordas. Mas se fosse possível viajar por todo ele, ele não teria fim, mas se passaria por um local previamente visitado em algum momento.

Afirma-se também que o universo vem se expandindo ao longo do tempo, mas se este é finito (ou infinito), como pode se expandir?

Mas o certo é que o homem não tem condições de observar o real tamanho do universo visto que, teoricamente este pode se expandir mais rápido que a velocidade da luz.

Se não me engano, Einstein calculou o tamanho do universo sem se basear na expansão - que só foi descoberta depois, tanto que ele teve que inserir uma "constante cosmológica" para contrabalançar a gravidade da matéria do universo, que tenderia a fazer com que ele entrasse em colapso.
Não entendi também porque algo finito não poderia se expandir. Antes pelo contrário, intuitivamente para algo se expandir deve ser finito.

E o tamanho do universo pode não ser observado diretamente (pela ciência atual), mas não vejo nada que impeça medições indiretas de serem realizadas - a partir de outras grandezas mensuráveis e princípios físicos conhecidos, se calcula esse valor.

Não estudei esta área a fundo, mas até onde sei do ponto de vista científico o paradigma atual é de que o universo é finito e dinâmico (se expande, pelo menos até certo ponto), e não há nenhuma teoria aceita que conteste isso. Se conhecerem alguma postem alguma fonte que eu quero ver. :P

8 Re: Curiosidade da Astronomia "Nosso Sol" em Seg Jul 02, 2012 8:46 pm

VictorLighty

avatar
Moderador
Moderador
Darkwes escreveu:É pra gente ver quanto somos insignificantes se comparados a imensidão do universo.

Afinal de contas... o universo é finito ou infinito?
(pergunta proposital para início de discussão interminável *risada maléfica*)

Ih cara... Há quem diga que o universo seja finito e existam vários universos, formando uma espécie de multiverso... Mas sei lá, é meio dificil achar alguma coisa sobre algo que não fazemos nem a minima noção do que é exatamente.

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum